segunda-feira, 6 de abril de 2009

Os bastidores da 1° Páscoa



As dez pragas
Confrontando os principados e potestades do Egito

“Eu sei porém que o rei do Egito não vos deixará ir se não for obrigado por mão forte.
Portanto, estenderei a mão e ferirei o Egito com todos os meus prodígios que farei no meio dele; e depois, vos deixará ir.” Êxodo 3:19-20

Moisés e Arão se apresentaram a Faraó, pela segunda vez, mas ele se recusou em ouví-los e debochou do Deus de Israel, porque ele estava confiando na multidão de seus deuses e em si próprio. Segundo a mitologia egípcia,os deuses do Egito, assumiam a forma que eles queriam.Haviam vários deuses responsáveis pelos vários setores da sociedade do Egito. Um deus poderia também assumir várias formas e possuir outros nomes. O exemplo mais claro é o da divindade solar Rá que era conhecido como Kepra, representado como um escaravelho, quando era o sol da manhã. Recebia o nome de Atum enquanto sol do entardecer, sendo visto como velho e curvado, um deus esperado pelos mortos, que se aquecem com os seus raios. Durante o dia, Rá anda pela Terra como um falcão. Estes três aspectos e outros setenta e dois são invocados numa ladainha sempre na entrada dos túmulos reais. Haviam diversas divindades funerárias, da fertilidade, da realeza, animais sagrados, deuses com cabeça de rãs, de boi, de cão, carneiro, mosca, ganso,etc.
Quando Arão lançou o seu bordão e ele se tornou em serpente (Êxodo 7:10-13), os feiticeiros egípcios invocaram Apófis e os outros deuses serpentes e fizeram serpentes também com os seus bordões, mas o bordão de Arão devorou os bordões deles.

1° praga: As águas tornam-se em sangue (Êxodo 7:14-25)
Ìsis e Osíris eram os deuses da fertilidade do rio Nilo. Segundo a mitologia egípcia,eles eram irmãos gêmeos que ainda no ventre da mãe mantinham relações sexuais um com o outro. Esta praga também simbolizava o sangue dos meninos hebreus que Faraó ordenou que fossem lançados no rio Nilo para morrerem afogados ou devorados pelos crocodilos (Êxodo 1:22). Na primeira praga, todos os deuses da fertilidade foram derrotados.
2° praga: Rãs (Êxodo 8:1-15)
Esta praga confrontava os deuses protetores das plantações, que tinham cara de sapo.
3° praga: piolhos (Êxodo 8:16-19).
Arão com o seu bordão feriu o pó da terra, que se tornou em piolhos por toda a terra do Egito. Um dos protetores do solo era Sebe, considerado o deus da terra.
4° praga: insetos ou moscas (Êxodo 8:20-32)
Em algumas versões falasse moscas, mas o texto não é claro em afirmar que tipos de insetos são.
O deus Escarabiano tinha cara de besouro.
5° praga: peste nos animais (Êxodo 9:1-7)
No rebanho dos israelitas nenhum animal morreu. Mas o deus Ápis, que tinha cara de touro, não pôde proteger o rebanho do Egito.
6° praga: úlceras (Êxodo 9:8-12)
Tifon, um dos deuses da saúde dos egípcios, nada pode fazer para proteger o povo.
7° praga: chuva de pedras (Êxodo 9:13-35)
Shor era a deusa da atmosfera. Assim como todos os outros deuses ligados ao ar,assistiu à manifestação do grande poder de Deus.
8° praga: gafanhotos (Êxodo 10:1-20)
O deus Serapia e seus companheiros não puderam deter a praga que destruiu toda a reserva de alimentos do Egito, não só nos campos, como também nos celeiros e nas residências.
9° praga: trevas (Êxodo 10:21-29)
Rá o poderoso deus sol do Egito, se encolheu diante do poder do Deus verdadeiro.
10° praga: morte dos primogênitos (Êxodo 12:29-36)
A décima praga era direcionada diretamente a faraó, considerado a maior divindade do Egito, mesmo quando seus feiticeiros lhe disseram que era o dedo de Deus, em tudo o que estava acontecendo, ele se manteve de coração endurecido (Êxodo 8:19),quando os seus deuses falharam,(Bast, tinha cabeça de gato era a deusa dos gatos e da fertilidade, deveria proteger as famílias e as crianças e Anúbis o deus da morte, controlava os funerais, tinha cabeça de cachorro Doberman), ele achou que não falharia, mas agora vê seu herdeiro no trono morto, e ele nada pode fazer, e é confrontado com a sua natureza humana. Faraó tinha pactos com vários demônios, personificava a própria essência do mal, O Egito é símbolo do mundo, das tentações, idolatria, todo tipo de rebeldia contra Deus. Por isso as dez pragas, foram o “pacote” de Deus para destronar todos os deuses do Egito("No dia seguinte ao da Páscoa, sairam os filhos de Israel, corajosamente, aos olhos de todos os egípcios,enquanto estes sepultavam todos os seus primogênitos, a quem o Senhor havia ferido entre eles,também contra os deuses executou o Senhor juízos".Números 33:3-4) Depois do Êxodo, o Egito nunca mais foi o mesmo, porque toda a sua glória e esplendor estava baseada na multidão de demônios que governavam o seu território.

A primeira Páscoa (Êxodo 12:1-28)

Páscoa ou “Pesah” em hebraico, é associada com o verbo “pasah”, que significa “saltar” ou “passar por cima”, “passar ao largo”, “Quando vossos filhos vos perguntarem:Que rito é este?Respondereis:É o sacrifício da Páscoa ao Senhor, que passou por cima das casas dos filhos de Israel no Egito, quando feriu os egípcios e livrou as nossas casas. Então o povo se inclinou e adorou. (Êxodo 12:26-27)Era a noite do cordeiro. Ele deveria ser perfeito, o seu sangue deveria ser derramado nas ombreiras das portas,simbolizando a expiação, para que a décima praga não sobreviesse sobre os primogênitos dos filhos de Israel . A carne deveria ser assada e o povo deveria comê-la com pães asmos (sem fermento) e ervas amargas.
O cordeiro simbolizava a obra redentora de Jesus (“o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo” João 1:29).
O pão sem fermento, eram o emblema da pureza e as ervas amargas simbolizavam a amargura da escravidão.
“Desta maneira o comereis: lombos cingidos, sandálias nos pés e cajado nas mãos; comê-lo-eis à pressa; é a Páscoa do Senhor.
Este dia vos será por memorial, e o celebrareis como solenidade ao Senhor, nas vossas gerações o celebrareis por estatuto perpétuo.” Êxodo 12:11 e 14.
Nós cristãos comemoramos a Páscoa por causa da morte e ressurreição de Jesus. Cristo é a nossa Páscoa.
“No dia seguinte, viu João a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo!” (João 1:29)

3 comentários:

Reinaldo Carlos da Silva disse...

paz do senhor,
Querida irmã, em cristo agradeço a Deus por estar visitando seu blog, está como sempre uma benção. irei imprimir e estudar essa postagem sobre a pascoa pois o tema é uma benção.

Angel Luis González disse...

Dios le bendiga mucho.

Reinaldo Carlos da Silva disse...

como é maravilhosa a palavra de Deus pois, hoje mesmo essa postagem me será útil para leva-la a uma professora que está querendo aprender e requisitou fonte e é claro essa é uma fonte confiável.
Obrigado pela existencia de teu blog.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Motivo de oração